Barra de Pesquisa

segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Homem mata esposa e em seguida se suicida em Fortuna no Maranhão


Francisco Erisvaldo entrou na casa de Darlene e imediatamente fechou todas as portas. Pouco tempo depois, os vizinhos ouviram os gritos de Darlene pedindo socorro, logo em seguida ouviram estampidos de vários tiros. A polícia foi acionada e, ao chegar ao local, arrebentou uma das portas da casa, encontrando logo em seguida o corpo da professora.

A vítima estava caída na cozinha com tiros no ouvido e na região do tórax. “Cabelo” encontrava-se caído em um dos quartos da residência, com dois tiros no abdômen e outro no ouvido. A arma do crime, um revólver calibre 38, foi encontrada próximo ao seu corpo juntamente com várias munições.

O casal vinha de um relacionamento conturbado e estava separado havia dois meses. Erisvaldo, muito possessivo e ciumento, não aceitava o fim relacionamento e insistia em reatar as relações com Darlene, que não aceitava mais conviver com ele. Por conta de suas insistências e supostas ameaças, ela procurou a Justiça.

Foi concedida medida protetiva, mantendo Erisvaldo afastado para que ela tivesse mais segurança. No entanto, mesmo com a decisão judicial, ela continuou a ser ameaçada pelo ex-companheiro, mas ignorou e não comunicou às autoridades.

Fonte: Neto Ferreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário