Barra de Pesquisa

terça-feira, 14 de maio de 2019

Canudinhos de plástico estão proibidos no Estado do Maranhão


Um poderoso inimigo do meio ambiente acaba de ser banido do Maranhão. Graças à lei 11.014/2019, os canudos de plástico, que podem levar séculos para se decompor totalmente, estão proibidos em todo o Estado. A chamada Lei dos Canudos, uma iniciativa dos deputados Adelmo Soares e Duarte Jr, veta a comercialização e a utilização de canudos de plástico e promove a utilização de canudos reutilizáveis ou biodegradáveis, que podem ser de bambu, aço, papel e outros materiais.

O deputado Duarte Jr, que colaborou com a elaboração do projeto de Adelmo Soares, alerta que o canudo de plástico por si só não é a única ameaça. “Nós seres humanos devemos assumir nossa culpa como causadores de toda poluição. Com nossa falta de consciência, acabamos descartando não só canudos, mas vários outros materiais feitos de plástico nos rios e oceanos. Além da poluição, geramos também risco para a vida de várias espécies. Por isso essa lei é muito importante”, analisa Duarte, que também é presidente da Frente Parlamentar Lixo Zero.

Para Adelmo Soares, a proibição é uma medida que pode acabar sendo mais efetiva do que a realização de simples campanhas de conscientização. “O meio ambiente não pode esperar que o ser humano pare de poluir ou que diminua a produção de plástico. A proibição é algo necessário, ainda mais quando temos alternativas mais limpas, mais ecológicas, como os canudos de bambu e de papel”, afirma Adelmo.

Sacolas também estão na mira. Maranhão também já possui uma lei que proíbe o uso de sacolas de plástico em supermercados, lojas, farmácias, livrarias e outros estabelecimentos comerciais. No entanto, mesmo tendo sido sancionada em 2008, a Lei 8.884 ainda não é obedecida. Com o objetivo de garantir a efetivação e regulamentação de mais esta lei, os deputados Duarte Jr e Adelmo Soares também já começaram a alinhar ações com as secretarias estadual e municipal do Meio Ambiente, Câmara dos Dirigentes Lojistas e Associação Comercial do Maranhão.

Por: Coroatá de Verdade

Nenhum comentário:

Postar um comentário