Barra de Pesquisa

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

BOMBA - Jornal da capital planta fake news contra juiza, mas a verdade sempre aparece

Manchete do poste do JP
O Jornal Pequeno divulgou uma fake news na edição desta sexta-feira (10) contra a juíza de Coroatá, Anelise Reginato, na tentativa de induzir os leitores ao erro.

Na publicação, o JP divulgou uma foto onde uma juíza toma posse ao lado da desembargadora Nelma Sarney, à época corregedora geral de Justiça, e afirmou que seria a Anelise. Mas, é a juíza Mirella Cezar Freitas, da Comarca de Itapecuru-Mirim.

Os ataques e ofensas à Anelise tem sido constantes pela cúpula e apoiadores do governo comunista, que querem de todas as forma ligar a magistrada à família Sarney.

Sentença

No dia 6 de agosto, a juíza decretou a inegibilidade do governador Flávio Dino (PCdoB), do ex-secretário Márcio Jerry (PCdoB) e do prefeito e do vice de Coroatá, respectivamente Luís Filho (PT) e Domingos Alberto (PSB), com o argumento de que houve abuso de poder econômico, político e administrativo durante a campanha eleitoral de 2016.

A juíza afirma que o Programa “Mais Asfalto”, “foi utilizado para beneficiar a candidatura dos atuais Prefeito e vice-prefeito de Coroatá”, e que há prova de que Flávio Dino fez uma afirmação condicionando o trabalho de asfaltamento na cidade à eleição de Luís Mendes.

A sentença também diz que a degravação apresentada pela coligação aponta que as obras só aconteceriam caso houvesse a aliança do prefeito com o governador do Estado. A juíza também aplicou multa de R$ 329.390,00.

Na manhã desta sexta-feira, a Associação dos Magistrados do Maranhão –AMMA, emitiu nota defendendo Anelise Reginato dos ataques que vem sofrendo nas redes sociais.

Por: Neto Ferreira