Barra de Pesquisa

domingo, 27 de maio de 2018

Esporte – Flamengo vence o atlético mineiro fora de casa e lidera o campeonato brasileiro


Fechando a noite de sábado do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG recebeu o Flamengo no Independência e saiu derrotado por 1 a 0. O time mineiro fez um jogo melhor, pressionou bastante em alguns momentos, mas não fez o principal. Em um contra-ataque já na parte final do jogo, Everton Ribeiro marcou para os rubro-negros, que agora voltarão ao Rio com os três pontos e a liderança do Brasileiro.

O resultado deixou o Atlético-MG com 13 pontos e, agora, na terceira colocação, atrás também do Fluminense, que venceu a Chapecoense durante a tarde deste sábado. O Flamengo vai aos 14 pontos e só perderia a ponta se o Corinthians triunfasse neste domingo contra o Inter e com uma diferença de três gols. O time rubro-negro havia sido líder até a quinta rodada, mas deixou o topo após perder para a Chapecoense.

Depois de voltar a vencer após duas rodadas, o Flamengo encara, agora, o Bahia pela oitava rodada. A partida acontece no Maracanã, no dia 31. Já o Atlético-MG, que sofreu a segunda derrota em sete partidas, pega o Sport, no dia 30, em Recife.

O papel decisivo na partida coube a Vinicius Júnior. No primeiro tempo, o garoto foi um dos poucos responsáveis pelas chances ofensivas do Flamengo. Na etapa final, seguiu com poucas oportunidades, mas foi crucial ao ganhar na velocidade de Emerson e fazer praticamente 90% do trabalho antes de presentear Everton Ribeiro com o gol da vitória.

Do outro lado, Alerrandro, aos 18 anos de idade, teve a tarefa de substituir o centroavante Ricardo Oliveira, desfalque por causa de uma virose. Em campo, o jovem ajudou na marcação e organização das jogadas, mas foi pouco acionado. Por centímetros, não aproveitou um rebote de bola no travessão de Róger Guedes e marcou. Foi substituído no segundo tempo e saiu escondendo o rosto, com os olhos marejados, mas recebeu o aplauso da torcida.

Sem contar com Réver, Juan e Rhodolfo, a zaga do Flamengo foi formada pelos jovens e não tão experientes Léo Duarte e Thuler. Mas a dupla conseguiu se sair bem diante da pressão atleticana e fez o "arroz com feijão" sem cometer nenhum grande pecado.

O Atlético-MG fez um melhor primeiro tempo, com mais intensidade, pressionando a saída de bola e chegando ao gol com mais perigo. Seus laterais subiram bastante e apoiaram bem tanto pelos lados quanto pelos meios. Apesar de melhor, pecou no último passe e na hora de definir. A melhor oportunidade surgiu do cruzamento de Blanco que Róger Guedes cabeceou no travessão.

O jogo coletivo do Flamengo não funcionou. A equipe passou o primeiro tempo quase todo pressionado pelo adversário e com dificuldades de sair jogando. Com pouca movimentação, ficou dependente das jogadas individuais e lançamentos de longa distância, produzindo poucas chances e gerando alguns lances de impedimento.

Aos 35min do primeiro tempo, a torcida atleticana ficou na bronca com a não marcação de um possível pênalti para o time. Alerrandro recebeu uma carga de Thuler, mas Anderson Daronco não considerou o suficiente para anotar a penalidade. Na beira do gramado, o árbitro precisou conversar com Thiago Larghi para encerrar as reclamações.

O Flamengo não voltou do vestiário disposto a vencer a qualquer custo, mas apresentou um time mais encorpado e com mais participação do meia Diego. Apesar de continuar amassado em alguns momentos, soube sofrer o suficiente e marcar seu golzinho.

Dessa vez o contra-ataque após chutão da defesa deu certo. Vinicius Junior roubou a bola de Emerson, ganhou na velocidade do defensor e deixou o gol livre para Everton Ribeiro balançar as redes, aos 34min.

No final do jogo, o Atlético-MG ainda ameaçou mais uma vez e carimbou de novo o travessão de Diego Alves.

ATLÉTICO-MG

Victor: Emerson, Bremer, Gabriel, Fábio Santos; Adilson, Gustavo Blanco (Otero); Luan, Cazares (Tomás Andrade); Róger Guedes, Alerrandro (Erik). T.: Thiago Larghi

FLAMENGO

Diego Alves; Rodinei, Léo Duarte, Thuler, Renê; Jonas, Lucas Paquetá, Diego, Everton Ribeiro (Romulo), Vinicius Júnior (Felipe Vizeu); Henrique Dourado (Jean Lucas). T.: Maurício Barbieri

Estádio: Independência, em Belo Horizonte (MG)

Juiz: Anderson Daronco (RS)

Cartões amarelos: Luan (Atlético-MG); Rodinei, Lucas Paquetá, Thuler, Vinicius Junior (Flamengo)

Gol: Everton Ribeiro, aos 34min do segundo tempo

Fonte: Folhapress
Por: Enrico Bruno