Barra de Pesquisa

quarta-feira, 21 de março de 2018

Moradores expulsam venezuelanos de prédio abandonado durante protesto em Roraima

Os moradores também interditaram a BR-174 durante durante manifestação.
Os imigrantes 
Moradores da cidade de Mucajaí, no Sul de Roraima, expulsaram venezuelanos de um prédio abandonado e queimaram seus objetos na tarde desta segunda-feira (19). O ato ocorreu durante um protesto contra a morte de Eulis Marinho de Souza, de 49 anos.
A manifestação começou no final da tarde e seguiu pela noite. 
Não há registro de feridos e nem detidos.

Para os moradores, Eulis Souza morreu por estar no mesmo local onde houve uma briga entre venezuelanos. Um imigrante também morreu na mesma situação.

O protesto teve a participação de 300 moradores, segundo a Polícia Militar. Os organizadores não divulgaram estimativa de público.

Durante a manifestação, os moradores entraram no prédio de uma escola abandonada onde os imigrantes se abrigam, reviraram e destruíram algumas coisas, atearam fogo em outras e expulsaram os venezuelanos do local.

Uma comerciante que mora próximo ao prédio disse que viu os venezuelanos sendo expulsos pelos manifestantes durante a ação. “Tinham mulheres e crianças quando eles chegaram. Todos foram embora com medo”, disse a comerciante que pediu anonimato.

Os imigrantes saíram do prédio deixando para trás fardos de alimentos, malas com roupas e outros pertences que não foram destruídos. Na ação, os moradores rasgaram pacotes de farinha de trigo e espalharam pelo local.

O grupo também ateou fogo a pneus e interditou o trecho urbano da BR-174 que passa pelo município. A rodovia foi fechada às 18h e só foi liberada às 19h30, após negociação com a Polícia Rodoviária Federal.

Do Jornal LPM NEWS
Fonte: G1