Barra de Pesquisa

terça-feira, 27 de março de 2018

Filha de 26 anos é presa acusada de matar o próprio pai estrangulado

A acusada
Uma mulher foi presa no dia de ontem, segunda-feira (26) em Canindé, no interior do Ceará, acusada de matar e simular o suicídio do próprio pai. A mulher é acusada de matar o próprio pai de 71 anos estrangulado para ficar com dinheiro da aposentadoria. Depois ela simulou que o senhor teria cometido suicídio por enforcamento. Ela chegou a chorar na frente dos parentes e vizinhos durante o velório e enterro do pai.

De acordo com as informações, o crime ocorreu em 02 de janeiro desde ano por volta de 9h a manhã no distrito de Iguaçu Canindé, na zona rural do município. O senhor Francisco Euclides Cruz, de 71 anos de idade, foi encontrado sem vida em sua residência na comunidade.

As suspeitas de que o homem não cometeu suicidio começaram a surgir quando os policiais perceberam que o corpo da vitima estava em uma rede e somente um punho da rede estava no armador. O outro punho estava no chão. Já o pescoço do senhor estava fora dos punhos, o que não é comum para quem pratica suicidio.

Um outro ponto que fez a polícia de Canindé desconfiar do suposto suicidio, foi o fato em que a vítima nunca aceitava que os filhos tirassem o dinheiro da sua aposentadoria e da sua pensão, o mesmo sempre ia sozinho e nunca pediu ajuda dos familiares ou de ninguém.

No dia em que a vítima foi encontrada sem vida, a sua filha Francisca Alves da Cruz, de 42 anos, pegou os cartões e foi aos bancos retirar todo o dinheiro. Ao chegar na sede do município de Canindé a filha foi a um chegue e pague na rua Euclides Barroso para fazer o primeiro saque, onde ao chegar percebeu que a fila estava enorme e ficaria tarde pra retornar ao interior então a mesma ficou na fila e logo simulou um desmaio já chamando a atenção de todos da fila e inclusive da proprietária que lhe ajudou e que a levou para dentro do chegue e pague e a atendeu fazendo o saque que tinha vindo fazer e ainda conseguiu uma carona para a mesma ir ao banco do nordeste para fazer o outro saque.
                                                                         
Após realizar o último saque, a mesma contratou um taxista para lhe deixar no distrito de Iguaçu, coisa que ela nunca tinha feito e ao chegar em sua residência viu uma grande aglomeração de pessoas na residência do seu pai e só aí, pra que ninguém desconfiasse ela começou a chorar. A acusada em companhia dos outros filhos procuraram os documentos da vítima e não encontraram onde os demais filhos também ficaram desconfiados.

Embora a acusada bem antes de sair pra fazer o saque tinha queimado vários pertence da vítima, como o chapéu e documentos sem o conhecimento do restante da família. O delegacia de Canindé instaurou um inquérito para apurar o suposto suicídio. Segundo informações, a acusada possivelmente contou com a ajuda de mais alguém. A suspeita é que ela teria matado o próprio pai por estrangulamento.

Francisca chegou a ser ouvida e viu um vídeo onde a mesma aparece no chegue e pague para sacar o dinheiro do seu pai. Entretanto, a filha respondeu que aquela mulher no vídeo não seria ela. O que chamou ainda mais atenção da equipe é que no dia do depoimento na delegacia, Francisca estava com a mesma roupa que estava no vídeo no dia do saque.

A policia pediu o pedido de prisão preventiva da mulher. Ainda de acordo com as informações da polícia, ela foi presa na manhã de segunda-feira (26). Os policiais receberam a informação de que Francisca estaria indo para o distrito de Iguaçu em um ônibus que faz horário. Os policiais fizeram uma campana na BR 020 aguardando o veículo onde no momento em que o ônibus foi avistado foi dado o comando para que parasse. Os policiais civis adentraram ao ônibus e então foi dada voz de prisão a acusada.

Fonte: Itatira News e Camocim policia 24horas