Barra de Pesquisa

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

A verdadeira historia de amor de um padre na cidade de São Roberto no Maranhão

O padre
a partir de agora, iremos narrar uma historia que aconteceu recentemente na cidade de São Roberto, no interior do Maranhão.

 Um padre daquele pacata cidade, se envolve em um caso de amor com uma jovem de 15 anos aproximadamente. 

Até então tudo bem! o padre por sua vez, fez o seu papel de homem; decidido abdicar-se de sua vida religiosa como padre, foi até a casa dos pais da jovem, e a pediu em casamento, como narra a matéria do blog do Carlinhos. Acontece que a partir dai, foi que começaram as consequências; O pai da jovem, não acatou o pedido do religioso e ainda o aconselhou a ir embora da cidade. 

Acompanhe a historia completa, na reportagem do jornalista e blogueiro Carlinhos Filho.

ENTENDA O CASO:

Uma história de amor proibido aconteceu em São Roberto do Maranhão. O padre da Igreja Católica da cidade se apaixonou perdidamente por uma adolescente. Dessa vez, não vamos falar de crime de pedofilia, um mal que tem afetado aquele município. A moça não é mais criança, tem 15 anos, e o padre não teve relações sexuais com a mesma.

O padre se apaixonou pela jovem (não vamos identificá-la por questões óbvias) que lhe ajudava nos afazerem da igreja; o sentimento foi tão arrebatador entre eles dois que o padre a pediu em namoro e jurou largar a batina para ficar com ela para o resto da vida.

Na manhã do último dia 15, portanto há três dias, o Padre Mateus Silva Cruz, decidido a lutar pelo seu amor, foi até a casa dos pais da adolescente e, diante deles, corajosamente pediu a jovem em casamento.

A resposta do pai foi a pior possível para os interesses do pretendente: “Eu não fiz filha para casar com padre! Além do mais, você é mais velho que ela... eu não vou lhe denunciar na polícia, mas quero que você vá embora desta cidade e não procure minha filha nunca mais!”

Pedido recusado, o padre de São Roberto obedeceu à ordem do pai da jovem e deixou São Roberto. Cidade pequena, porém, um segredo dessa magnitude não fica muito tempo escondido. Caiu na boca do povo. O Conselho Tutelar da cidade (que particularmente, eu considero um dos melhores do Maranhão), foi informado da história inusitada, rapidamente os conselheiros procuraram a família da adolescente, confirmaram o fato e repassaram a informação para a Delegacia de Esperantinópolis. O delegado Diego Maciel está cuidando do caso com todo cuidado devido.

Neste curto período de tempo, apenas três dias, a adolescente e o padre foram contatados; ambos negaram que aconteceu relação sexual, mas confirmaram o romance. “Não fizemos isso, nem sei se ela é virgem ou não; tudo começou com uma amizade entre mim e ela; a partir dessa amizade nasceu esse namoro que durou apenas 2 meses. Tive uma conversa com os pais dela; a pedi em casamento, o pai negou e me pediu para eu deixar a cidade, mas tudo foi conversado com muito respeito”, declarou o padre.

Matéria do blog do Carlinhos