Barra de Pesquisa

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Justiça com as próprias mãos

População faz justiça com as próprias mãos no Maranhão
A menos de quatro dias do linchamento que levou à óbito Cledenilson Pereira da Silva, de 29 anos, espancado no bairro do São Cristóvão, após o assaltar um bar, a região Metropolitana de São Luís já registrou seu terceiro caso de espancamento à infratores decorrentes de assalto e o décimo segundo no estado em 18 meses.

O caso ganhou repercussão nacional sendo mencionado pelo Deputado Federal Jean Wyllys, em uma rede social, que chamou os agressores de Psicopatas. Em nota a assessoria do deputado disse que a “justiça com as próprias mãos” é vista por muitos, hoje, como uma “alternativa à ineficiência do Estado”; como algo “justificável” diante da violência. 

Na tarde de ontem, o jovem de 19 anos, Alisson Bruno Santos Costa foi espancado por tentar roubar a moto de uma mulher, no bairro do Maiobão. Alisson escapou do linchamento porque a polícia passava pelo local. 

Já nesta manhã, Darlan Oliveira dos Santos, 20 anos foi apontado como autor de uma tentativa de assalto dentro de um coletivo na estrada de Ribamar, por volta das 6h30 da manhã. Os agressores de dispersaram do local ao ver uma equipe de TV que se aproximava.

Revoltados com a falta de segurança no estado, a população decidiu fazer justiça com as próprias e mãos e punir os infratores justamente para chamar a atenção dos governantes que parecem não ter olhos e ouvidos por estarem “protegidos”. 

Por Neto Ferreira