Barra de Pesquisa

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Cheques da Prefeitura de Marajá do Sena encontrados em poder do agiota Gláucio Alencar foram emitidos antes do Governo de Edivan Costa

 

Edivan Costa

- Marajá do Sena foi um dos 40 municípios maranhenses citados no relatório do GAECO, em que seus respectivos prefeitos estavam acusados de envolvimento com a quadrilha de agiotagem comandada por Gláucio Alencar, acusado de ser um dos mandantes do assassinato do jornalista Décio Sá.

Os materiais que comprovava a ligação entre prefeitos e a quadrilha de Gláucio Alencar consistem principalmente de talões de cheques. Hoje, o Blog do Luís Cardoso, citou o indevidamente o nome do atual prefeito de Marajá do Sena, Manoel Edivan Oliveira da Costa, como um dos investigados.
Assessores do prefeito entraram em contato o presente Blog para esclarecer que os cheques apreendidos em posse de Gláucio Alencar referentes a Prefeitura de Marajá do Sena foram emitidos em 2007 e 2008; ou seja, antes do início da gestão do atual prefeito Manoel Edivan Oliveira da Costa, que iniciou seu primeiro mandato em 1º de janeiro de 2009 e foi reeleito em para um segundo mandato em 2012 e que se estende até o final de 2016.
Nesse sentido, o prefeito Edivan Costa visitou a Secretaria de Estado da Segurança Pública em busca de uma CERTIDÃO que ateste os números dos cheques da Prefeitura de Marajá do Sena e os anos que eles foram emitidos.
Cópia da Certidão em continua...

  


A CERTIDÃO emitida pela Polícia Civil e a Comissão de Investigação de Agiotagem fornecida ao prefeito Edivan Costa deixa claro que os cheques da Prefeitura de Marajá do Sena apreendidos com o agiota Gláucio Alencar não foram emitidos no Governo do prefeito Edivan Costa. Em 2007 e 2009, o prefeito de Marajá do Sena era Perachi Roberto Farias de Morais. De acordo com assessores do prefeito Edivan Costa, é o ex-prefeito que está sendo investigado pela Comissão de Agiotagem.
Seguindo essas informações, o atual prefeito de Marajá do Sena não está sob investigação, embora a Prefeitura tenha sido citada em uma lista de 40 prefeituras investigadas pela Seic e Gaeco por desvio de merenda escolar, medicamentos e obras.

“No caso de Marajá do Sena, a CERTIDÃO  esclareceu que os cheques da prefeitura foram emitidos em 2007 e 2008, durante a gestão municipal anterior a do atual prefeito Manoel Edivan Oliveira da Costa”, repetiu um assessor do prefeito Edivan Costa.

Matéria extraída do blog do Carlinhos