Barra de Pesquisa

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Tragédia: Três irmãos do municipio de Penalva - MA, morrem no Pará - acompanhe aqui o caso




Cortejo fúnebre dos três irmãos mortos em poço passa por Pindaré – Mirim

Já em monção
Era por volta das 10hrs da manhã desta quarta – feira (25), quando os corpos dos três irmãos que morreram em um poço em Paragominas, no Pará chegaram ao cais, no Rio Pindaré. Os mesmos vieram em um carro de uma funerária. Na outra margem do Rio, no Povoado Trizidela, município de Monção, parentes e amigos aguardavam pela travessia.


A passagem do rio em Pindaré/Monção
No final da manhã, o cortejo seguiu pelas principais ruas da cidade de Pindaré – Mirim e de carro seguiram para o município de Penalva. Parentes e amigos estavam inconformados com a situação. A mãe das vítimas estava sendo amparadas por duas pessoas e chorava muito.

Nota

O Corpo de Bombeiros e o Grupo de Guardas Vidas de Pindaré- Mirim emitiram uma Nota de Pesar prestando condolências à família das vítimas, em especial ao Evandro Costa Serejo (29), que fez parte da corporação. A nota destaca ainda a bravura do rapaz que lutou até o último momento para salvar a vida dos seus irmãos.
A tragédia
os irmãos
Três irmãos morreram na noite desta segunda-feira (23) dentro de um poço de 30 metros de profundidade, no bairro JK, na periferia de Paragominas, no nordeste do Pará. Eles foram identificados como Ismael Serejo Coelho, 22 anos, Evandro Costa Serejo, 29 anos e Jeferson Costa Serejo, 27 anos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, dois deles estavam fazendo a retirada de uma bomba d’água que ficava no interior do poço, que tem um metro de diâmetro. Os moradores da área disseram que era comum os irmãos fazerem esse tipo de trabalho, já que o bairro não possui serviço de abastecimento de água e a própria população constrói poços clandestinos.


O poço
Na última noite, um dos irmãos segurava uma corda e o outro descia até o fundo do poço. Ainda de acordo com os bombeiros, há indícios de que um deles tenha desmaiado devido a inalação de gases tóxicos e o outro, que estava segurando a corda, teria se desequilibrado e caído.

O terceiro irmão, quando soube da tragédia, foi ao local na tentativa de socorrer os irmãos. Angustiado, ele também se desequilibrou e caiu dentro do poço. A remoção dos corpos durou cerca de cinco horas devido à dificuldade de acesso ao local.
Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal de Paragominas para a perícia e devem ser liberados na manhã desta terça-feira (24). A família das vítimas está em estado de choque, principalmente as irmãs, que precisaram receber atendimento médico.



Por: William Junior