Barra de Pesquisa

sábado, 30 de agosto de 2014

Ibope de Flávio Dino cresce em todo o Maranhão, veja na matéria

Deputados, prefeitos e vereadores, pulam para o barco de Flávio Dino


Aconteceu o que todos estavam prevendo: o Palácio dos Leões não moveu e nem moverá uma palha para eleger seu candidato a governador, Edinho Lobão (PMDB).

Desde o início da segunda quinzena deste mês, o peemedebista vem sofrendo baixas, sem contar as lideranças que ainda persistem em apoiá-lo, estão de braços cruzados.

Nesta ultima semana, diversas lideranças estão comunicando oficialmente o desligamento da campanha do filho do ministro de Minas e Energia.

O ex-prefeito de Coroatá, Luis Amovelar, foi o primeiro a pular fora e levou consigo lideranças expressivas e vereadores.

Bem próximo de Coroatá no município de Peritoró, o Padre Josias anunciou o apoio ao candidato Flávio Dino. Ele desistiu de apoiar Edinho devido os acordos que não foram compridos. Em Santa Luzia do Tide, o ex-prefeito Zemar Dutra, também pulou de barco sem nenhum esforço.

O presidente estadual do PLS e vereador de São Luís, Francisco Carvalho , cansou de ser enganado e também vai apoiar Flávio Dino.

O prefeito Filuca Mendes e o filho deputado Vitor Mendes, não querem acordo com o candidato do PMDB. Ontem, Edinho Lobão teve que suspender o comício na cidade de Pinheiro.

Na Assembleia, o pula-pula iniciou pela deputada Francisca Primo e se estendeu com Edison Araújo que anuncia neste domingo o apoio ao comunista. Alem disso, comenta-se também da adesão do deputado Cesar Pires que sonha em ser presidente do Poder Legislativo.

Os deputados Marcos Caldas e Helio Soares já não pedem mais votos para o peemedebista. Estão procurando salvar a próprios pele, a exemplo do deputado Stênio Rezende que faz campanha com seu sobrinho Juscelino Filho, candidato a deputado federal, na maioria dos municípios colado na propaganda de Flávio Dino. Rogério Cafeteira, Zé Carlos da Caixa e Carlinhos Florêncio espalharam diversos cartazes tendo como candidato a governador o número 65.

O Ibope começa nesta semana a fazer uma pesquisa no Maranhão e com um possível resultado idêntico ao do instituto Escutec (reveja), pode abrir as porteiras porque ninguém vai segurar a debandada geral do candidato que se mostra vitorioso.


Por: Neto Ferreira