Barra de Pesquisa

sábado, 19 de julho de 2014

Polícia Federal vai investigar corrupção e ameaça a jornalistas no Maranhão

do site Conexão Jornalismo
Prefeita Tina Monteles: processos
Compra de votos, desvio de dinheiro público e corrupção. O município maranhense de Anapurus estará sob investigação da Polícia Federal. A prefeita Tina Teles é acusada de compra de votos em vídeos que serão encaminhados à Justiça. Ela é suspeita de estar ligada a um esquema de corrupção que envolve pelo menos 23 cidades naquele estado e é responsável pelo desvio de R$ 30 milhões. Uma das cidades envolvidas, Mata Roma, já é alvo de investigação pela Controladoria Geral da União (CGU) que constatou uma série de irregularidades (leia aqui).

A notícia do esquema de corrupção que prospera naquela localidade começou a vazar a partir de vídeos gravados com eleitores locais que denunciavam a compra de votos. A maioria afirma ter votado na candidata Tina Teles. Há pelo menos cinco processos por desvio de dinheiro instaurados no Maranhão para investigar as atividades do grupo. Mais recentemente, blogueiros locais iniciaram denúncias, o que estimulou a população a revelar a compra de votos.
Jansen Marques pregoeiro
de Urbano Santos 
Conhecido como palco de assassinatos de jornalistas e blogueiros que tentam se opor à política local, o Maranhão é controlado há 60 anos pela oligarquia Sarney. Há dois meses o grupo político mais tradicional e controverso do país anunciou estar deixando o cenário político. Este fato estaria despertando uma guerra de bastidores entre castas políticas que tentam substituir a velha oligarquia. O Estado do Maranhão está em um dos últimos lugares na estatística que analisa o índice de Desenvolvimento Humano (IDH) entre os estados do país. 

Outras localidades que também estariam sofrendo a influência destes grupos estariam na área conhecida como Baixo Parnaíba: Santa Quitéria, Chapadinha, Urbano Santos e Brejo, entre outras. 
Jornalistas emboscados
Uma equipa do programa Fantástico, da Rede Globo seguiu esta semana para as localidades de Anapurus e Mata Roma, duas das 23 cidades comandadas pelo grupo, onde faria reportagens denunciando os esquemas. Mas, ao chegarem a um posto de gasolina, Bom Jesus, em Anapurus, onde foram almoçar, foi emboscada por sete homens, dois dos quais policiais e que já foram presos. Segundo revelaram fontes locais, o ataque foi programado por lideranças políticas. Um dos policiais foi preso.

Agora há pouco, a Globo mandou outras duas equipes do jornalismo para Anapus para fazer a cobertura do escândalo. 


Os criminosos roubaram o equipamento dos repórteres para impedir que a reportagem fosse divulgada no Fantástico.
Motorista Tácio Bastos
exibindo dinheiro 
Segundo blogueiros locais, Júlio César Almeida Neto, que teria fortes ligações com a prefeita, teria participado diretamente da ação contra os jornalistas. Júlio César é irmão de Paulo Neto, ex-deputado, que é casado com a prefeita Carmem Neto, de Mata Roma, outra comunidade citada nos processos e que estaria subordinada aos desmandos da quadrilha. 
Júlio César é suspeito de envolvimento no desvio de recursos da Previdência de Mata Roma e Anapurus.
A equipe da TV Globo chegou a filmar a fachada da Construtora Margarida, que seria a empresa responsável por desvio de mais de R$ 30 milhões das duas prefeituras.

Duas pessoas da cidade foram fotografadas recentemente exibindo maços de dinheiro em cédulas de R$ 100. Uma delas Tácio Bastos, motorista da sócia da empresa Margarida, Rejania. A construtora Margarida teve a fachada, uma espécie de casebre, filmada pela equipe do Fantástico. O outro, é Jansen Marques pregoeiro de Urbano Santos, que também exibe cédulas de R$ 100.

Compra de votos
Prefeita Tina e Júlio César 
Para o juiz eleitoral do Maranhão, Marlon Reis, coordenador do MCCE e um dos autores do projeto de reforma política de autoria popular que vem sendo defendida pelo movimento e pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a compra de votos não é a causa da corrupção no Brasil, ela é apenas uma das faces da mercantilização da política brasileira. 

"As pessoas votam em troca de alguma coisa: os políticos votam nos parlamentos em troca de emendas ou cargos, as lideranças políticas vendem seu apoio em troca de dinheiro. Isso está na matriz da nossa cultura política", afirma.

Com aproximadamente 14 mil habitantes e IDH de 0,58 (a média nacional é de 0,727) Anapurus é um fiel retrato do quanto miséria, corrupção e violência caminham juntos. Quadrilhas que envolvem bandidos comuns e políticos, fraudes administrativas, controladorias relapsas transformam cidades de todo o país, mas principalmente do Maranhão, em um ambiente fértil para a instalação da degradação social.

Empresa de fachada recebe 1 milhão para prestar serviço em Urbano Santos
Prefeita paga caro para limpeza de cidade miserável
Os moradores do miserável Município de Urbano Santos, a 190 km de são Luis, pagam caro pelo que não existe. A prefeita Iracema Vale(PT) contratou a Construtora Santa Margarida Ltda - ME para prestar serviço de limpeza pública e conservação do município por R$ 1.055.774,72 (um milhão, cinquenta cinco mil, setecentos e setenta e quatro reais e setenta e dois centavos).
Sede da construtora em Mata Roma 
A empresa funciona em um casebre mal acabado em Mata Roma. Mas a firma que é acusada pela CGU do desvio de R$ 30 milhões, presta serviço em outros municípios locais.