Barra de Pesquisa

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Homem que caiu de bala dentro do Fórum de São Luís está em estado grave

O presidiário Erinaldo Almeida Soeiro não morreu, conforme vários veículos de comunicação informaram a princípio. Ele encontra-se em estado grave no Socorrão I, após trocar tiros com o investigado da Polícia Civil, Enedias Chagas Neto, na manhã de hoje, dia 31, no Fórum Desembargador Sarney Costa, no bairro do Calhau, em São Luís.
Erinaldo Almeida caiu de bala dentro do Fórum de São Luís, quando tentava fugir do local. Ele estava em uma audiência sem algemas e tomou a arma de um agente, que estava fazendo sua escolta.
Ao sair fugindo da sala de audiência, o presidiário bateu de frente com o policial e deu um tiro no pescoço dele. O preso acabou sendo baleado por outro policial, que também estava no local.
O policial Enedias Chagas está internado no hospital UDI, em São Luís. Segundo informações, ele não corre risco de morte, porque o tiro só atingiu músculos.
 O presidiário Erinaldo Almeida é acusado de ser o executor dos irmãos e empresários José Mauro Alves Queiroz e José Queiroz Filho, de um crime que aconteceu em janeiro de 2012. Na época, os irmãos Queiroz eram proprietários da empresa Replub Ltda, especializada na compra e venda de óleo reciclado, localizado no Distrito Industrial de São Luís.
Fonte:  blog do Luis Pablo.