Barra de Pesquisa

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Líderes religiosos evangélicos declaram apoio ao presidenciável Fernando Haddad

Líderes de Igrejas Evangélicas declaram apoio ao presidenciável Fernando Haddad em evento ocorrido nesta quarta-feira (17) em SP.

O Presidenciável do PT, Fernando Haddad, se reuniu nesta quarta-feira, 17, com pastores e líderes evangélicos em São Paulo.

O encontro aglomerou igrejas como Assembleia de Deus, Presbiteriana do Brasil, Igreja Luterna, Comunidade Apostólica Gileade, Igreja Anglicana e Metodista. Ambas se posicionaram contrárias ao voto a Jair Bolsonaro, do PSL.

O encontro refutou com orações e passagens bíblicas o posicionamento contraditório do bispo Edir Macedo, da Universal do Reino de Deus, do missionário R.R. Soares, da igreja Internacional da Graça de Deus, e do pastor José Wellington Bezerra da Costa, da Assembleia de Deus de Belém.

Para o Pastor Ariovaldo Ramos, da Comunidade Cristã Reformada, a mentira não é coisa de Deus. "As escrituras sagradas nos ensinam que o diabo pode se transformar em anjo de luz e usar até apóstolos para dizer a mentira, que é o que lamentavelmente temos assistido", disse o pastor.

Em carta compromisso entrega as lideranças evangélicos Haddad diz que se colocará contra a legalização do aborto e das drogas. O Pastor Henrique Vieira entregou um documento ao candidato assinado pelos líderes presentes que exige a preservação dos valores da família tradicional. 

Em sua carta compromisso, o presidenciável conclui mencionando uma passagem bíblica: "A Deus, clamo como o salmista: ´guia-me com a tua verdade e ensina-me, pois tu és Deus, meu Salvador, e a minha esperança está em ti o tempo todo.' (Salmos 25:5)”

terça-feira, 16 de outubro de 2018

Bacabal terá eleição para prefeito dia 28 de outubro e a ordem de votação será: primeiro presidente, depois prefeito


Paralelo ao segundo turno das eleições 2018, em 28 de outubro, data em que a nação decidirá o novo presidente do país e alguns estados novos governadores, o Maranhão realizará pleito em Bacabal para que a população escolha quem será o novo prefeito da cidade, tendo em vista que o eleito em 2016 (Zé Vieira) teve o registro de candidatura mantido indeferido pelo Tribunal Superior Eleitoral em junho deste ano.

Bacabal fica localizada a 250 km da capital São Luís e o número de eleitores aptos a votar é de 58 mil 494. A condução dos trabalhos no município é do juiz eleitoral Jorge Antonio Sales Leite.

Por telefone, o magistrado explicou que vem promovendo rodadas de conversa com representantes das coligações, partidos e candidatos para que os atos de campanha atendam ao que estabelece a lei, evitando que ilícitos sejam praticados. Informou também que foram protocolodas mais de 50 representações, a maioria já julgadas, entre elas, direitos de respostas.

“Estamos dedicando também especial atenção ao transporte de eleitores e repetiremos a estratégia do primeiro turno que foi cadastrar 8 ônibus escolares cedidos pelo município. Isto é necessário porque Bacabal não possui transporte público regular e muitos eleitores não têm como se deslocar até os locais de votação”, explicou Leite.

Concorrem ao cargo 6 candidatos:

- Cesar Brito (PPS 23) pela coligação “Bacabal vai vencer”;
- Edvan Brandão (PSC 20) pela coligação “Bacabal em primeiro lugar”;
- Giselle Veloso (PR 22) pelo Partido da República;
- Luizinho Padeiro (PSB 40) pelo Partido Socialista Brasileiro;
- e Professor Maninho (PRB 10) pelo Partido Republicano Brasileiro.

Ordem de votação

Em Bacabal, a ordem de votação na urna eletrônica será: primeiro presidente (2 dígitos) e depois prefeito (também 2 dígitos). É importante que os eleitores estejam atentos a isso para evitar que digitem números equivocados e anulem o voto, caso não corrijam antes de apertar a tecla confirma.

Segurança

O comando da Polícia Militar do Maranhão garantiu ao Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão que irá dedicar efetivo especial para atuar na eleição de Bacabal com vistas à tranquilidade do processo.

Geração de Mídias e Carga e Lacre

As audiências de geração de mídias e de carga e lacre das urnas que serão usadas nas eleições de Bacabal ocorrerão, respectivamente, nos dias 23 e 25 de outubro, a partir das 8h, no Fórum Eleitoral da cidade, situado na Avenida Barão de Capanema, número 65 - Centro.

Por:  Ivan Silva
Fonte: Barra do Corda News

Videos fake News de Bolsonaro contra kit gay é tirado do ar a mando do TSE


247 - O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Carlos Horbach determinou na noite desta segunda-feira (15) a remoção de vídeos no Facebook e Youtube nos quais Jair Bolsonaro (PSL) inventa a existência de um inexistente "kit gay" que teria sido distribuído em escolas do país pelo MEC, por determinação de Haddad quando foi ministro da Educação. A decisão do TSE atendeu a pedido da campanha de Haddad.

De acordo com o ministro, o vídeo "gera desinformação no período eleitoral, com prejuízo ao debate político". "É igualmente notório o fato de que o projeto 'Escola sem Homofobia' não chegou a ser executado pelo Ministério da Educação, do que se conclui que não ensejou, de fato, a distribuição do material didático a ele relacionado", diz a decisão.

Advogados de Haddad pediram ao Tribunal a remoção de 42 links da internet relacionados ao tema, mas o ministro mandou retirar do ar apenas seis, nos quais Bolsonaro diz que o livro era distribuído. Para o ministro, os demais não tiveram sua "veracidade posta em xeque".

Nos vídeos, publicados na sua maioria em 2016 por apoiadores de Bolsonaro, o presidenciável fala em suposta inclusão da obra "Aparelho Sexual e Cia" dentro de material escolar contra a homofobia.

"Todo ele é uma coletânea de absurdos que estimula precocemente as crianças a se interessarem por sexo e no meu entender, isso é uma porta aberta para a pedofilia também", diz Bolsonaro. "O que o governo de Dilma Rousseff faz? Compra centenas de milhares desses livros e distribui para as escolas. É uma grana para os companheiros e fica pervertendo seus filhos em sala de aula", acrescentou em sua campanha mentirosa.

Fonte: Blog Bate Tuntum

Reprovado - Barcelona quer se afastar de Ronaldinho por causa de Bolsonaro, diz jornal


O diário Sport, da Catalunha, publica nesta terça-feira (16) que o Barcelona decidiu se afastar da imagem de Ronaldinho Gaúcho por causa do apoio do ex-jogador à candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência do Brasil.

Embaixador do Barcelona, Ronaldinho postou, em sua conta no Instagram, imagem de costas, usando uma camisa da seleção brasileira com o número 17, o mesmo de Bolsonaro, e o texto: "Por um Brasil melhor, desejo paz, segurança e alguém que nos devolva a alegria. Eu escolhi viver no Brasil, e quero um Brasil melhor para todos!!!"

Ronaldinho Gaúcho é considerado um dos maiores jogadores da história do Barcelona, onde venceu a Liga dos Campeões de 2006. Como embaixador do clube, ele participa de eventos e joga amistosos do elenco de "lendas" da equipe catalã e é remunerado por isso.

De acordo com o Sport, o Barcelona crê que o apoio a Bolsonaro é incompatível "com os valores da entidade". A intenção é a partir de agora diminuir a presença do brasileiro em eventos institucionais, sejam de patrocinadores ou partidas das lendas. 

A reportagem tentou entrar em contato com Roberto de Assis Moreira, irmão e empresário de Ronaldinho Gaúcho, mas seu celular está na caixa postal. A reportagem enviou mensagem para a assessoria de imprensa solicitando um comentário oficial sobre o assunto, mas ainda não obteve resposta.

Fonte: Folhapress